top of page

Reserva ovariana: como avaliar a minha?

A reserva ovariana vai diminuindo com o tempo, tendo um decréscimo considerável após os 35 anos. Para avaliá-la e entender as chances de uma gravidez natural, é indicado a realização da ultrassonografia transvaginal para contagem de folículos e de exames de sangue para avaliar as dosagens hormonais de FSH, LH, estradiol, progesterona e do hormônio antimulleriano.


De acordo com nosso ginecologista e especialista em medicina reprodutiva, Dr. Paulo fagundes, esses exames estimam os parâmetros de fertilidade feminina e oferecem dados importantes para o planejamento reprodutivo. Com a análise desses resultados, é possível estimar a resposta da paciente a eventuais tratamentos que venham a ser necessários caso não tenha gestação espontânea.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page